Um Blog lindo, com dicas bacanas para se começar a Transição dentro de casa! Não deixe de entrar!

http://donossoquintal.wordpress.com/

 

Transition em BH!

Pessoal, temos uma ótima notícia!

Talvez consigamos um mini-curso em Transition Culture em Belo Horizonte, no mês de julho.

Basta conseguirmos um número bom de interessados.

Por favor, ajudem-nos a divulgar a oportunidade e, caso você se interesse em participar do curso, que ocorre em um final de semana, envie um e-mail para carolmg.

Para mais informações também é só entrar em contato.

Para quem não conhece, o movimento de transição (Transition Towns, Transition Culture) é uma proposta de ações sistêmicas, comunitárias e em rede, rumo a um mundo mais sustentável. Vejam um pouco da nossa visão do movimento aqui mesmo, em nossa página Lares em Transição.

Add comment 07/06/2011

Experimentando compostagem simples

Olá, pessoal

Enquanto não conseguimos minhoca para construir nossa minhocasa, estamos experimentando uma compostagem simples, num vaso de concreto grande que compramos para plantar uma muda de limoeiro que ainda não chegou.

Funciona assim: Guardamos cascas e sobras de vegetais crus num tupperware, picadinhos, para facilitar a decomposição. Até encher o recipiente, guardamos fechadinho na geladeira. Depois simplesmente misturamos à terra orgânica comprada. Também acrescentamos restos de poda do jardim.

Se funciona? bem, parece que sim. Pelo menos não deu mau cheiro. Vamos aguardar o procesos e contaremos o resultado.

Importante: Lembre-se de adicionar água e revolver a terra algumas vezes por semana.

O que não pode ir na composteira:
- carne (pode dar mau cheiro e atrair insetos indesejados)
- cascas de frutas cítricas (têm um conservante natural que inibirá a decomposição)
- cebola e alho (têm propriedades antibacterianas e podem deixar um cheiro forte)
- restos de comida cozida ou temperada (para mini-composteiras, não recomendamos)

O que pode ir na composteira:
- restos de frutas, verduras e legumes crus
- folhas secas e restos de poda
- jornal
- sacos de chá e coador de café usados

Outras formas de compostar em espaços pequenos.

Add comment 08/06/2011

Mudaram as estações…bem-vindo, frio!

Sopa combina demais com iverno!

Olá, pessoal

Aqui nos trópicos (e no equador, por aí, né, Lelex?) as estações podem passar quase desapercebidas algumas vezes. Pior ainda é o fato de estarmos cada vez menos inseridos no mundo natural. Não olhamos o céu, não percebemos a mudança em suas cores, não notamos a mudança na inclinação do sol, nem a alteração nos tons de verde da vegetação. Não fosse pelo fato de esfriar, esquentar, chover e estiar, e de escurecer mais cedo, não notaríamos a passagem das estações.

Mas não seria legal prestarmos mais atenção nelas? As estações marcam a passagem do tempo ao longo do ano e mostram de forma linda os ciclos da natureza. Mesmo que a diferença na duração dos dias não seja tão marcante na zona tropical, nosso corpo sente a mudança. O tempo esfria, seca, escurece mais cedo, e nós tendemos a nos recolher mais. Algumas pessoas (eu?) tornam-se até menos falantes durante o outono e o inverno. É tempo de curtir o aconchego de casa, fazer programas mais familiares, comer bem e cuidar do sono.

Vamos nos preparar para o inverno?

- Aproveite as manhãs de sol quente e coloque roupas de frio, cama e banho para arejar. O sol é um excelente modo natural de desinfetar tecidos.

- Coma fruta cítricas, ricas em vitamina C, para dar um uma força ao seu sistema imunológico, defendendo-se contra gripes e resfriados.

- Se você, como eu, mora numa região em que a estiagem é forte, previna-se com protetor labial, hidratante e muita água. Prefira cosméticos naturais, sem perfume e corantes. Vale o truque de estender a toalha molhada para secar à noite perto da cama: isso ajuda a umidificar o ambiente.

- O friozinho já está chegando, e sopas e chás são bem-vindos: uma maneira natural e aconchegante de se aquecer. Aproveite para substituir jantares à base de carne por sopas vegetarianas. Em breve publicaremos algumas receitas. Aproveite o friozinho para cozinhar mais: sopas, pães, bolos e biscoitos. Experimente ingredientes integrais e orgânicos, e torne sua mesa mais saudável!

Bom outono-inverno para todos!

Add comment 06/06/2011

Sacolas plásticas em BH, a novela continua !!!

Sacolas plásticas - a polêmica continua.

Pois é, minha gente, parece que a polêmica sobre o uso das sacolas plásticas em BH está longe de terminar.

Recentemente o vereador e autor da lei que baniu as sacolas, Arnaldo Godói (PT), protocolou na Câmara de BH proposta para alterar a lei. Pouco mais de um mês de existência e já se pretende modificar a lei, “coisas do Brasil”. O Decreto Legislativo que foi apresentado pretende liberar o uso das sacolas oxibiodegradáveis. A lei original permite apenas o uso de sacolas biodegradáveis.

A grande questão da sacola oxibiodegradável é o tal aditivo D2W. Esse aditivo é usado para acelerar seu processo de degradação ou seja, esse composto faz com que a sacola se divida em milhares de pedacinhos de plástico. A sacola some, mas o pedacinho de plástico continua contaminando o meio ambiente com um impacto ainda maior, pois dividido, se espalha com maior facilidade e contamina uma área maior.

Qual a diferença? Sem aprofundar nos conceitos técnicos, montei uma tabela comparativa entre as sacolas comuns, biodegradáveis e oxibiodegradáveis, confiram aí.

COMUM BIODEGRADÁVEL OXIBIODEGRADÁVEL
Composição 100% polietileno 50% amido

 

50% polietileno

100% polietileno
Decomposição 450 anos 180 dias 18 meses
Aditivos Sem aditivos Sem aditivos D2W
Resíduos Tóxicos Parcialmente tóxicos Tóxicos
Vantagens Reciclável

 

 

Tempo de decomposição

 

Reduz o volume dos aterros sanitários

Gera resíduos parcialmente tóxicos desde que sejam tratados

Reciclável

Tempo de degradação

 

Reduz o volume dos aterros sanitários

Reciclável

 

Desvantagens Tempo de decomposição

 

Aumenta o volume dos aterros sanitários

Gera resíduos tóxicos e gases de efeito estufa

 

Gera chorume e gases de efeito estufa

 

Utiliza alimentos na sua fabricação (3k de açúcar para 1 k de plástico)

Tempo de decomposição

 

Gera resíduos tóxicos e gases de efeito estufa

Dispersão de contaminação no meio ambiente

 

Não adianta, todas as sacolas tem desvantagens. “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”. O negócio é parar de usar todos os tipos de sacolas plásticas.

Temos de admitir, aqui em BH a coisa melhorou. Como já disse, a cada dia mais pessoas voluntariamente estão trocando as sacolas plásticas por sacolas retornáveis, caixas de papelão, carrinho de feira, enfim, outra forma que não as mal fadadas sacolas plásticas.

Arnaldo, deixe a lei como está. “A emenda vai ficar pior que o soneto”.

Um abração pra todo mundo, e um ótimo final de semana.

Add comment 03/06/2011

Horta em casa – a primeira colheita!

Pessoal, já faz um tempinho que devia ter escrito para compartilhar com vocês esta alegria: nossa primeira “colheita” em nossa mini-horta!

Já usamos a rúcula em uma macarronada deliciosa – peça á receita à Lu, doPeripecias da Lu na Cozinha,e já colocamos em sanduíche com conserva de berinjela. Delícia! Juro que não é psicológico: a rúcula tirada do pé é mais picante e tenra.

Sim! Nós temos espinafre, acelga, rúcula, manjericão, um pezinho sobrevivente de salsinha e um pé que parece de tomate, e que era pra ser de morango ornamental (pois é, a Rafa me deu sementes de morango mas o qe nacseu no vaso parece mais uma muda de tomatinhos – que serão muito bem-vindos, também!)

O meu xodó é o pé manjericão, que desde que transplantamos (com a ajuda dos meus pais) não pára de crescer, vistoso e orgulhoso como ele só! E sempre dá florezinhas delicadas que eu uso pra decorar a casa com mimos-detalhes. Vou ficar devendo mais fotos, acho que estão com o Dan..

Add comment 30/05/2011

Um dia dos namorados menos consumista

Saches perfumados da Vila do artesão

Olá, pessoal

Está se aproximando o Dia dos Namorados, e muita gente na próxima semana vai começar a pensar em que presente comprar pr@ amad@. É a mesma coisa do natal, dia das mães, dos pais, etc: Infelizmente essas datas têm mais estimulado o consumo exacerbado do que de lembrado as pessoas de darem atenção para aqueles que amam.

Mas não precisa ser assim. Vamos ressignificar esses momentos?

Confira as dicas do Nosso Quintal para tornar a data comemorativa mais humana e menos consumista:

1. Não é só em um dia do ano que @s namorad@s, mães e pais merecem sua dedicação. Nem os amigos, só no aniversário. Qualquer dia vale uma comemoração. Por estarmos vivos, por termos saúde, por estarmos juntos. Lembre-se disso e faça uma surpresa de vez em quando, é mais legal qu celebrar em dias “marcados”.

2. Em vez de dar um presente no dia dos namorados, combine algum momento especial com seu parceiro(a): um bom filme em casa, um jantar especial que vocês mesmos podem fazer juntos, um dia inteiro só para vocês, para fazer coisas que estão sendo adiadas constantamente pela correria da rotina, uma manhã de caminhada no parque e tarde de spa em casa, etc, etc. As opções são muitas, ponha a criatividade pra funcionar e presenteie seu bem querer com o recurso mais precioso de todos: seu tempo e carinho.

3. Caso não possam estar juntos no dia, mande flores da época, ou algo que você mesm@ tenha feito: uma guloseima, um cachecol, um álbum, um cd, etc. Escreva um bilhete ou uma carta bonita. Pode ser até num guardanapo, mas a sua letra e seu sentimento serão muito mais especiais que a tipografia de um cartão comprado. Aproveite a oportunidade para agradecer, de coração, o bem que a pessoa tem lhe feito. No dia-a-dia esquecemos de ser gratos, e às vezes o que parece óbvio para nós precisa ser falado e ouvido pelo outro pra se concretizar,

4. Se você não é muito habilidoso, e não está vendo alternativa a não ser comprar mesmo um presente, dê algo que a pessoa realmente esteja precisando. E, de preferência, compre algo feito à mão. Veja emhttp://poppytalks101reasonstobuyhandmade.blogspot.com/ 101 razões para comprar presentes artesanais.

3 comentários 28/05/2011

Faxinas e os ciclos da natureza

A maioria das pessoas queixa-se das tarefas domésticas. Leva-se tanto tempo para preparar um jantar, e ele é devorado em tão poucos minutos! Deixa-se a pia brilhando, e pouco tempo depois lá vem um copo, uma xícara, uma colher para serem lavados novamente. É um trabalho ingrato, não é mesmo?

Ninguem gosta de pia suja

Pode ser, se olharmos por esse ponto de vista. Mas se observarmos a natureza, tudo são ciclos. A lua e as estações sucedem-se até completar o ciclo, e então começam tudo novamente. Toda a teia da vida é feita de ciclos de renovação. E não poderia ser diferente em casa, que é o nosso “ecossistema” humano.

Na correria do dia-a-dia a entropia aumenta, e nossa casa tende ao caos. Mas há uma necessidade humana de se vencer aquela bagunça e colocar tudo no lugar, limpar, organizar, deixar tudo preparado pra um dia, ou uma semana novinhos em folha. É uma arrumação do ambiente externo que reflete internamente no nosso estado de espírito, tornando-o mais leve e pronto para boas novidades.

Para inspirar uma boa faxina, damos algumas dicas:

* Coloque roupas adequadas e confortáveis
* Planeje-se: materiais necessários, por onde começar, por onde terminar e o que não fazer (importantíssimo pra não demorar mais do que o pensado)
* Ponha pra tocar uma música que lhe anime.
* Procure alternativas práticas, como a pantufa que limpa o chão enquanto você anda (veja a foto)
* Substitua produtos e aromas artificiais por bicarbonato, viangre branco e óleos essenciais.

Uma boa dica também é programar faxinas coletivas: amigos se unem um dia pra dar “uma geral” na casa de um, depois na casa do outro. Sucos e um lanche saudável, na hora de relaxar, fazem do evento uma pequena celebração à renovação.

Mais dicas nos links abaixo, e aqui mesmo no Nosso Quintal!

http://www.apartmenttherapy.com/la/roundup/green-roundup-best-green...
http://www.goclean.com/

1 comentário 23/05/2011

Cultural Creatives – The (R)evolution Movie

O mundo está em transição, prepare-se e faça parte da mudança!



Cultural Creatives – The (R)evolution Movie.

1 comentário 23/05/2011

Suco verde – não nasci pra fazer fotossíntese!

Suco verde - bem que eu tentei!

Definitivamente, esse negócio de suco verde, ou suco da luz, não é pra mim. Já me falaram muito bem dele, mas tentei duas vezes e não fui feliz. Como é que faz pra bater um suco sem água? “Vai empurrando as verduras com os talos das outras verduras, até que tudo se liquefaz”. A única coisa que consegui foi que o liquidificador espirrasse tudo em mim e na cozinha toda. Ah, desisti e taquei água.

Por fim, experimentei e estava horrível…joguei polpa de maracujá, açúcar….agora sim!

Só recomendo pros leitores do nosso blog o que experimentei e funcionou. Suco verde não recomendo.

Qualquer suco é bom, principalmente se for fresco e você pegar leve no açúcar. Com tanta fruta gostosa e saudável, ninguém precisa sofrer com esse suco verde. Recomendo misturar verduras com frutas, se você faz questão de clorofila.

….mas eu ainda não descobri para que, se fotossíntese ainda não sei fazer! Só se for pelo magnésio….

6 comentários 16/05/2011

Um pouco de comida com “los hermanos argentinos”

Pois é minha gente cá estou em Uruguaiana, RS na divisa com a Argentina. Estou aqui a trabalho mas é claro que estou aproveitando a oportunidade para conhecer a região nas horas vagas. A cidade é interessante, pois ao mesmo tempo faz divisa com a Argentina e o Uruguai.

Por outro lado, pra quem está tentando diminuir a quantidade de carne, a região não é um bom destino gastronômico. Nas duas vezes que cruzei a fronteira para jantar passei aperto pois o pessoal de lá ama carne. Tem picanha em todos os pratos além é claro do “chorizo”, o nosso contra file. Estou passando à base de “tortillas”, uma espécie de omelete com batatas cozidas. Gostoso, mas super “engordativo”. A boa parte é que tambem tem por aqui muito “alfajor”, e a região é famosa pelos doces de leite. Como um bom mineiro provei o doce daqui e achei muito gostoso,…. porém, é claro que prefiro o doce das Minas Gerais (hehe). Por fim vale comentar um pouco sobre os vinhos argentinos, muito saborosos e com um personalidade própria, muito bem demarcada pela qualidade das uvas.

No mais é isso.

1 comentário 12/05/2011

Poupando água

Já reparou em quanta água desperdiçamos no dia-a-dia?

Para lavar salada, é impressionante quanta água vai ralo abaixo.

Por sugestão do Dan (as idéias simples e geniais sempre são dele…) agora uso uma bacia embaixo, coletando a água que sobra.

Esses dias reusei a água (que chamam água cinza), depois de peneirada, para lavar panos de chão. Hoje usei para algo mais adequado: regar as plantas!

Experimente você também!

 

2 comentários 12/05/2011

Fechando ciclos – onde descartar seus “resíduos”

Pessoal, passo por aqui rapidamente pra dar mais uma recomendação muito legal: o site E-cycle, que procura conectar as pessoas com os locais onde se pode descartar tudo que é tipo de material – de vidros e papelões a sapatos e roupas usadas.

Acessem: http://www.ecycle.com.br

Add comment 11/05/2011

A alegria de receber / Receita de pão-de-queijo!

hmmmmm!

No tempo de nossas avós, era comum as pessoas se visitarem. Comadres visitavam-se semanalmente, frequentemente havia parentes em casa, padres e pastores visitavam suas irmandades. Hoje, devido à correria do dia-a-dia, mulheres trabalhando fora e dificuldade do trânsito nas grandes cidades, cada vez temos menos o hábito de visitar e receber, o que é uma pena. É tão bom receber alguém querido, conhecer pessoas novas, papear ao sabor de um cafezinho, trocar receitas e novidades! Nossa sociedade tem ficado individualizada demais. Precisamos resgatar a alegria da hospitalidade!

Para celebrar as visitas tão agradáveis que recebemos este fim de semana, hoje esotu postando receita de de pão-de-queijo – afinal, nada melhor que receber visitas com algo feito em casa, típido de sua região. Melhor ainda se for fácil e rápido de fazer, certo?

* Pão-de-queijo mineiro *

- 1 kg de polvilho azedo
- 1/2 copo de óleo
- 1/2 copo de leite
- 1/4 de queijo meia-cura ralado
- 3 ovos batidos à mão
- uma pitada de sal

Coloque o leite e o óleo numa panela e ferva. Despeje o polvilho numa tigela, e escalde com o leite + óleo fervido. Mexa um pouco com a colher. Acrescente os ovos ligeiramente batidos, e, após esfriar um pouco (cuidado para não queimar as mãos!), amasse com as pontas dos dedos. Por fim, adicione o queijo e a pitada de sal e continue sovando a massa. Se necessário, acrescente um pouco de água morna. A massa está no ponto quando tiver a consistência de um creme espesso, que você consegue moldar levemente com duas colheres, como se fosse um sorvete, por exemplo. Leve ao forno médio em uma assadeira ungtada com óleo. Eu faço bolinhas irregulares com auxílio de duas colheres de sobremesa.

Um dos segredos da receita é usar um bom polvilho azedo, que pode ser difícil de encontrar fora de Minas Gerais, mas experimente até encontrar a marca que mais dá certo.

Quando estiver com cheirinho de pão-de-queijo e coradinho por cima, está pronto!

Você pode inovar acrescentando azeitonas picadas e ervas desidratadas à massa.

Eita trem bão, sô!!

Add comment 09/05/2011

6 bilhões de outros…

Nosso planeta tem muita gente, e a população continua aumentando.

Somos diferentes, ao mesmo tempo em que somos iguais.

Vejam que tocante o filme de Yann Arthus Bertrand, em exposição completa no MASP, em Sampa:

http://vimeo.com/22676936 (Trailer 3 min)
http://vimeo.com/22716636 (Filme – 68 min)

Pra mim isso que é arte: aquilo que nos dá amplia a consciência de mundo, e que inspira!

2 comentários 04/05/2011

Recomendamos!

Olá, pessoal!

A semana está corrida e está difícil escrever. Mas quero compartilhar com vocês alguns preciosos achados na rede!

Notícias e diversos
http://www.ecodesenvolvimento.org.br/ – blog/ portal/ hub sobre sustentabilidade e afins. Recomendamos!

Comida
http://www.vegetarianocomeoque.com.br/ – blog com pessoas comuns compartilhando em vídeos receitas vegetarianas. Delicioso em todos os sentidos!

Decoração
http://www.re-nest.com/ – da linha Apartment Therapy, a slogan deles é "abundant design for green homes". Uma ótima fonte de inspiração!

Bom proveito!

 

Exibições: 474

Comentar

Você precisa ser um membro de Transition Towns Brasil para adicionar comentários!

Entrar em Transition Towns Brasil

Treinadores Oficiais da Rede Brasileira das Cidades em Transição

Claudia Valadares Arakaki

Conheça Nossos treinadores oficiais

Fórum

DIREITO ECONÔMICO - ARTIGO

Iniciado por vanessa campana 15 Mar, 2019. 0 Respostas

Boa tarde!Estou realizando meu TCC com base na análise econômica da proposta do TTT. Estou com muita dificuldade em encontrar material em português sobre o assunto e muitas revistas científicas de…Continuar

ONG AMBIENTAL - Projeto de Formalização e Estruturação de uma ong Ambiental, Projeto SEE-MEAR

Iniciado por Maria Valentina Sena e Silva. Última resposta de Cledir Mendes Soares 13 Ago, 2018. 2 Respostas

Há boas possibilidades em São Vicente, para implantação de nossos projetos autosustentáveis. Alguém que gostaria de colaborar para que isso venha a ser uma realidade?! Estamos com colaboração em São…Continuar

Notícias de um Mutirão em Cabo Frio

Iniciado por Christianne Rothier Duarte 6 Jul, 2017. 0 Respostas

Olá, boa noite a todos!Acabei de chegar por aqui e gostaria de compartilhar uma experiência de mutirão entre moradores, visitantes e parceiros para cuidar de um largo no meu bairro que havia se…Continuar

Tags: Movimento, Social, Sustentabilidade, Frio, Cabo

Atividades no Rio de Janeiro ?

Iniciado por Valéria Burke. Última resposta de Isabela Maria Gomez de Menezes 15 Jun, 2017. 8 Respostas

Olá a todos, numa busca rápida aqui vi vários membros do Rio de Janeiro. Gostaria muito de saber se atualmente alguém(ns) está empreendendo alguma atividade Transition - principalmente na cidade - do…Continuar

© 2020   Criado por MarCelo Todescan.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço