Ótima Matéria de Maria Amiden e Simon Robinson para o site Eco Desenvolvimento!

 

Cidades em Transição: Um modelo sustentável para as comunidades
Postado em Cidades Sustentáveis em 13/10/2011 às 10h30
por Maria Amiden e Simon Robinson
Diminuir Fonte Fonte Padrão Aumentar Fonte

totnes
A primeira cidade em transição, Totnes/Foto: Wikipedia

Em 2004, Rob Hopkins, um professor de permacultura, juntamente com seu amigo Naresh Giangrande iniciou o desenvolvimento de um novo conceito, o chamado “Transition Town”, na cidade inglesa de Totnes, local de residência de Rob. Rob e Naresh dedicaram mais de um ano envolvendo e mobilizando a população local sobre as questões relacionadas com a crise energética e a mudança climática. Também, envolveram professores e renomados pensadores do Schumacher College, importante instituto de ensino de sustentabilidade localizado também em Totnes.

Destes debates promovidos, sessões interativas e educativas, após esse período a comunidade já estava apta a sugerir e contribuir com ideias de como fazer a transição de uma realidade de elevado consumo de energia para um estado mais sustentável. Em 2006, o Transition Town Totnes foi formalmente lançado como um movimento.

O conceito de Transition Town está baseado na crença de que as melhores soluções veem não de um governo que está distante da população, mas da própria comunidade. Seguindo o sucesso de Totnes, Rob estruturou sua metodologia que está sendo implementada por milhares de outras comunidades ao redor do mundo.

A metodologia se fundamenta basicamente em seis princípios:

  • Visão - Criação de visões positivas do futuro que podem mobilizar a comunidade;
  • Inclusão - Desenvolvimento de diálogo com toda a comunidade;
  • Tomada de consciência - Desenvolvimento de conhecimento a respeito das questões e particularidades da própria comunidade;
  • Resiliência - Construção de comunidades resilientes, que estejam preparadas para enfrentar choques e mudanças;
  • Envolvimento emocional e afetivo - Apoio às pessoas na superação do senso de impotência para a mudança e isolamento;
  • Criação de soluções críveis e adequadas - Desenvolvimento de soluções que sejam factíveis e propostas pela própria comunidade.

Desde seu lançamento, Transition Town Totnes já desenvolveu trinta projetos relacionados com outras áreas de interesse da comunidade, como transporte, educação, saúde e alimentação.

Em 2007, foi lançada a rede de apoio intitulada “UK charity Transition Network” para ajudar outras cidades e comunidades a desenvolverem a metodologia e, desde então, o movimento vem se expandindo rapidamente de forma viral e global, sendo contabilizadas oficialmente 382 iniciativas e 458 em desenvolvimento, em 34 países.

Um indicador chave de sucesso é o número de governos locais e executivos que passaram a se envolver com o movimento. Outro fato marcante é que o livro “Transition Towns handbook” foi o mais lido pelos representantes do parlamento britânico no verão passado.

Uma experiência bem sucedida no Brasil

Nesse movimento de expansão do Transition Town pelo mundo o Brasil foi um dos países a adotar e implementar essa ideia. Ganhando contornos específicos e relativos aos problemas do país como, necessidade de inclusão social, violência, desemprego, o movimento no Brasil já alcança vários estados. Uma das mais bem sucedidas histórias de Transition Brasil localiza-se em São Paulo, na grande favela da Brasilândia.

Um trabalho estruturado, baseado nos passos e princípios do Transition Town foi implementado e após pouco tempo soluções foram desenvolvidas e os resultados já apareceram. Indicadores como violência sofreram forte redução a partir de soluções práticas provenientes da própria comunidade.

Considerando-se as imensas dimensões geográficas do país, suas especificidades de cultura e de características, além das questões sociais não menos relevantes, a metodologia do Transition Town se configura como uma solução prática e simples, que pode ser aplicada em qualquer contexto, gerando motivação e envolvimento de todos na comunidade.


Artigo assinado por:

Maria Auxiliadora Moraes Amiden, Economista, especialista em Economia da Felicidade, Diretora de Educação da Symnetics e editora do blog Transition Happiness;

Simon Robinson, professor de Caos, Complexidade e Sustentabilidade e editor do blog Transition Consciousness.



Veja Também

 

Exibições: 76

Comentar

Você precisa ser um membro de Transition Towns Brasil para adicionar comentários!

Entrar em Transition Towns Brasil

Treinadores Oficiais da Rede Brasileira das Cidades em Transição

Claudia Valadares Arakaki

Conheça Nossos treinadores oficiais

Fórum

DIREITO ECONÔMICO - ARTIGO

Iniciado por vanessa campana 15 Mar, 2019. 0 Respostas

Boa tarde!Estou realizando meu TCC com base na análise econômica da proposta do TTT. Estou com muita dificuldade em encontrar material em português sobre o assunto e muitas revistas científicas de…Continuar

ONG AMBIENTAL - Projeto de Formalização e Estruturação de uma ong Ambiental, Projeto SEE-MEAR

Iniciado por Maria Valentina Sena e Silva. Última resposta de Cledir Mendes Soares 13 Ago, 2018. 2 Respostas

Há boas possibilidades em São Vicente, para implantação de nossos projetos autosustentáveis. Alguém que gostaria de colaborar para que isso venha a ser uma realidade?! Estamos com colaboração em São…Continuar

Notícias de um Mutirão em Cabo Frio

Iniciado por Christianne Rothier Duarte 6 Jul, 2017. 0 Respostas

Olá, boa noite a todos!Acabei de chegar por aqui e gostaria de compartilhar uma experiência de mutirão entre moradores, visitantes e parceiros para cuidar de um largo no meu bairro que havia se…Continuar

Tags: Movimento, Social, Sustentabilidade, Frio, Cabo

Atividades no Rio de Janeiro ?

Iniciado por Valéria Burke. Última resposta de Isabela Maria Gomez de Menezes 15 Jun, 2017. 8 Respostas

Olá a todos, numa busca rápida aqui vi vários membros do Rio de Janeiro. Gostaria muito de saber se atualmente alguém(ns) está empreendendo alguma atividade Transition - principalmente na cidade - do…Continuar

© 2020   Criado por MarCelo Todescan.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço