Do meu lixo cuido eu - 10 Coisas Pequenas e Grandes que você pode fazer

Adaptei o texto abaixo para o português do Brasil. A postagem original é fruto do pessoal de transição em Portugal.
Espero que ajude

1) Desacelere no uso da Energia!


Muitos dos recursos que utilizamos e do lixo que produzimos deve-se à energia

que consumimos. Procure oportunidades na sua vida para reduzir significativamente a utilização de energia: dirja menos, voe menos,
desligue luzes, compre comida local sazonal (a comida produzida e
comprada sem essa preocupação utiliza energia no processo de
cultivo, empacotamento e transporte), vista um casaco ao invés de
aumentar o aquecimento, e uma camiseta leve ao invés do ar
condicionadao, utiliza um varal em vez de uma secadora, tire férias
perto de casa, compre de segunda mão ou peça emprestado antes de
comprar algo novo, recicle. Todas estas coisas diminuem o consumo de
energia e o gasto de dinheiro. E, se mudares para uma companhia de
energia que venda energia “verde” ao consumidor, ou
instalepainéis solares em sua casa, bravo!


2) Desperdice menos


A produção de lixo continua a aumentar. Existem centenas de oportunidades,

todos os dias, para criar uma cultura de Lixo Zero em sua casa, no teu local de trabalho, escola, comunidade, igreja. É simplesmente
necessário desenvolver novos hábitos, que passarão a ser
automáticos. Utilize ambos os lados da folha de papel, leva a sua
caneca e sacos de plástico, reencha cartuchos de tinta em vez de
comprar novos, faça composto com os restos de comida, evite garrafas
de plástico e outros produtos empacotados,

faça um upgrade no seu computador em vez de comprar um novo, remende em vez de substituir…a lista não tem fim! Quanto mais visivelmente
nos empenharmos na reutilização, mais cultivamos uma nova norma
cultural, ou melhor dizendo, adotamos velhos hábitos!


3) Fale com todos acerca destes assuntos


Na escola, com os vizinhos, na fila do supermercado, no autocarro…um estudante perguntou uma vez ao Cesar Chavez
(http://en.wikipedia.org/wiki/César_Chávez) qual era o seu método
de organização. Ele respondeu “primeiro, falo com uma pessoa,
depois com outra”. “Não”, o estudante respondeu, “como
organiza?”. Chavez respondeu, “primeiro, falo com uma pessoa,
depois com outra”. Perceba o objetivo: Falar destes assuntos
consciencializa, constrói comunidades, e pode inspirar os outros a
tomar uma atitude.


4) Faça-se ouvir


Escreva cartas ao editor, e submeta artigos à imprensa local. Nos últimos dois

anos, e especialmente após Al Gore ter ganho o Nobel da Paz, a midia tem sido

forçada a escrever sobre alterações climáticas. Como indivíduos, podemos influenciar a mídia no sentido de também representar melhor outros
assuntos importantes. Cartas ao editor são uma grande ajuda aos
leitores, ajudando-os a fazer ligações que talvez não fariam sem a
sua ajuda. Os jornais locais normalmente dispõem-se a publicar
comentários de filmes e livros, entrevistas, e artigos da autoria de
membros da comunidade. Vamos fazer com que este tema importante
chegue às notícias.


5) Desintoxique seu corpo, a sua casa e a economia


Muitos dos produtos atuais – desde pijamas de criança a batons – contém

químicos tóxicos que simplesmente não são necessários. Pesquise online antes de

comprar, para se certificar que não está introduzindo produtos químicos no seu corpo e na sua casa.

E depois informe os seus amigos sobre os tóxicos nos produtos. Juntos, perguntem às empresas porque utilizam produtos tóxicos sem qualquer
aviso. E perguntem aos representantes eleitos porque é que são
permitidas estas práticas. A União Europeia adoptou politicas
fortes que requerem que os componentes tóxicos sejam retirados de
muitos produtos.

Tirando os químicos do processo de produção assegura-se que não cheguem a nossa casa nem entrem no nosso corpo.


6) Desligue (a televisão e a internet) e ligue-se (à comunidade)


Em média, uma pessoa vê televisão durante mais de quatro horas diariamente.

Quatro horas de mensagens sobre coisas que devemos comprar. São quatro horas

diárias que poderíamos estar com a nossa família, amigos, e na nossa comunidade.

O activismo on-line é um bom começo, mas passando tempo emm atividades cívicas e de comunidade fortalece-se o espírito de
comunidade e muitos estudos mostram que uma comunidade mais forte é
origem de apoio social e logístico, maior segurança e felicidade.
Uma comunidade é também crítica para ter uma democracia crítica e
ativa.


7) Estacione o carro, e vá de bicicleta, vá a pé….e quando necessário MARCHE!


Estilos de vida e políticas concentradas na utilização do carro levam ao aumento

das emissões de gás, à maior extração de energias fósseis, à conversão de terras

agrícolas e selvagens em estradas e estacionamentos. Conduzir menos e anda mais é melhor para o clima, para o planeta, para a sua saúde e para a
sua carteira. Por vezes, não temos a opção de deixar o carro em
casa, devido à falta/inadequação das vias para bicicletas e
transportes públicos. Nestes casos, poderemos marchar, juntando-nos
a outros para exigir opções de transporte sustentáveis. Durante a
história, marchas pacificas tiveram um papel importante no aumento
de consciência sobre assuntos, mobilizando pessoas, e transmitindo
mensagens aos que tomam as decisões.


8) Mude as suas lâmpadas…e depois mude o teu paradigma.


Mudar lâmpadas é rápido e fácil. Lâmpadas energeticamente eficientes utilizam

75% menos energia e duram 10 vezes mais que as lâmpadas convencionais. Isso é obvio. Porém, mudar lâmpadas é simplesmente revolver as
margens de um sistema com falhas, se não alterarmos também o nosso
paradigma. Um paradigma é um conjunto de pressuposições,
conceitos, crenças, e valores que juntos formam a visão da
realidade de uma comunidade. O nosso paradigma atual diz que mais
coisas são melhores, que crescimento econômico infinito é
desejável e possível, e que a poluição é o preço do progresso.
Para dar uma verdadeira reviravolta, necessitamos de criar outro
paradigma com base nos valores de sustentabilidade, resiliência,
justiça, saúde e comunidade.


9) Recicle o seu lixo…e recicle os eleitos oficiais ( De preferência PRECICLE – nota - Claudio Oliver)


Reciclar poupa energia e reduz o lixo, e a pressão sobre a colheita e a extração

de matérias novas. Infelizmente, muitas cidades ainda não têm sistemas adequados implementados. Nestes casos, você pode
normalmente encontrar outras opções de reciclagem nas páginas
amarelas, para iniciar a sua reciclagem enquanto pressiona as
entidades responsáveis. Muitos dos produtos, como os eletrônicos,
são feitos para não serem reciclados, ou contem toxinas que tornam
a reciclagem perigosa. Nestes casos, é necessário exigir ao governo
a proibição de substâncias tóxicas em produtos, e a implementação
de leis de responsabilidade do produtor, como acontece na Europa.
Estas leis responsabilizam o produtor pela vida inteira do seu
produto, sendo que as empresas de equipamentos eletrônicos têm que
aceitar estes de volta no final. É um grande incentivo para que
retirem os tóxicos do processo de produção.


10) Compre verde, compre justo, compre local, compre de segunda mão, e

mais importante, compre menos.


As compras não são a solução para os problemas ambientais com que nos

deparamos, porque as mudanças reais que necessitamos não estão à venda, nem mesmo na loja mais ecológica. Porém, quando vamos às comprar,
devemos assegurar que o nosso dinheiro apoie empresas que protegem o
ambiente e os direitos dos trabalhadores.

Olha para além das afirmações vagas nos pacotes para encontrar a verdade. É biológico? É isento de toxinas? Quando puder, compre
produtos locais de lojas locais, mantendo o dinheiro na comunidade.
Compre itens de segunda mão assegure que estes não vão para o
lixo, e evite o lixo produzido durante a extração e produção.
Comprando menos poderá ser a melhor opção de todas. Menos
poluição. Menos tempo a trabalhar para pagas as coisas. Por vezes,
menos é mais.


traduzido por Rebeca Moore e

adaptado para o português do brasil por Claudio Oliver

Exibições: 496

Responder esta

Respostas a este tópico

Eu diria também para mudarmos nossos hábitos na hora de dormir.

Durma cedo e acorde cedo! Vc aproveita mais o dia, gasta menos energia, pois apagamos as luzes mais cedo. não ligamos a TV, da tempo de caminhar pela manhã e vc da tempo do seu corpo cumprir as funções que ele precisa cumprir durante o sono. Após o cair do dia seu corpo se prepara para o repouso em duas horas, pois ele tem uma série de limpezas e regenerações para fazer.
Você vai acordar sem o susto do despertador.
Comer após as 18:00 horas engorda, dormir cedo faz vc jantar cedo e emagrece!
E tem muito mais! Da para passar o dia enumerando as boas razões para dormir cedo.
E como dizia meu pai: Tá claro é para ficar acordado, tá escuro é para dormir!
Isso ai Isa.. até me deu vontade de começar com uma camiseta: " EU DURMO CEDO" . POuca gene se dá conta de como esse papo de ser noturno detona com a saúde da gente, do planeta e das demais criaturas.
Seu pai repete a sabedoria dos antigos: Noite é para dormir, dia é para trabalhar.

Tem uma imagem muito bacana e que ainda por cima podemos realizar uma horta com base neste "relógio do corpo humano" que nos ensina os horários que cada órgão está em atividade principal e as ervas que correspondem a ele, para cura ou prevenção.

Relógio do Corpo Humano

Tabela dos órgãos no Relógio

 

Procurem por relógio do corpo humano, tem fotos sobre a horta que mencionei.

 

Jaya =]

João - adorei a dica vou propor para fazer lá em Paquetá.

Natural Feliz Fava (João) disse:

Tem uma imagem muito bacana e que ainda por cima podemos realizar uma horta com base neste "relógio do corpo humano" que nos ensina os horários que cada órgão está em atividade principal e as ervas que correspondem a ele, para cura ou prevenção.

Relógio do Corpo Humano

Tabela dos órgãos no Relógio

 

Procurem por relógio do corpo humano, tem fotos sobre a horta que mencionei.

 

Jaya =]

Responder à discussão

RSS

Treinadores Oficiais da Rede Brasileira das Cidades em Transição

Claudia Valadares Arakaki

Conheça Nossos treinadores oficiais

Fórum

Notícias de um Mutirão em Cabo Frio

Iniciado por Christianne Rothier Duarte 6 Jul. 0 Respostas

Olá, boa noite a todos!Acabei de chegar por aqui e gostaria de compartilhar uma experiência de mutirão entre moradores, visitantes e parceiros para cuidar de um largo no meu bairro que havia se…Continuar

Tags: Movimento, Social, Sustentabilidade, Frio, Cabo

Atividades no Rio de Janeiro ?

Iniciado por Valéria Burke. Última resposta de Isabela Maria Gomez de Menezes 15 Jun. 8 Respostas

Olá a todos, numa busca rápida aqui vi vários membros do Rio de Janeiro. Gostaria muito de saber se atualmente alguém(ns) está empreendendo alguma atividade Transition - principalmente na cidade - do…Continuar

PERMACULTURA PARA TODOS

Iniciado por Simón Paz 6 Jun, 2016. 0 Respostas

Bom dia a todos!Transcrevemos abaixo a proposta da campanha PERMCULTURA PARA TODOS, que lançamos na plataforma de financiamento colaborativo Kickante (…Continuar

Tags: povos, originários, Araguaia-Xingú, indígenas, crowdfunding

PROJETO S.O.M.O.S.

Iniciado por ROGÉRIO DOS SANTOS. Última resposta de ROGÉRIO DOS SANTOS 11 Abr, 2016. 2 Respostas

PROJETO S.O.M.O.S.Dados do ProponenteLocal e data: CACHOEIRINHA, RS – 05 DE ABRIL DE 2016.NomeROGÉRIO DOS SANTOSSetor de Atuação3º (TERCEIRO)Dados de Correspondência e ContatoEndereçoRUA FRANÇA, 115,…Continuar

© 2017   Criado por MarCelo Todescan.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço